Arquivo de março de 2010

18 de março de 2010
A imagem invertida das contas correntes

(publicado no jornal Valor Econômico em 18/03/2010)

Tal qual uma imagem invertida, conforme refletida no espelho, a evolução das contas correntes dos balanços de pagamentos dos países com influência global sintetiza em números a dualidade que move a economia internacional desde o início da década de 90. Naquela altura, os Estados Unidos ainda eram capazes de gerar superávit em conta corrente, embora próximo a zero.

Na medida em que se expandiu a farra consumista norte-americana, estimulada por uma política monetária frouxa e o inchaço dos preços dos ativos, o déficit corrente dos Estados Unidos entrou em franca rota de expansão. Em 1995, a conta corrente daquele país já apresentava resultado negativo de US$ 113,56 bilhões, ampliado para US$ 706,07 bilhões em dezembro de 2008.

A China ocupou gradativamente o lugar do Japão na lista dos mais superavitários. De um resultado positivo modesto de US$ 1,62 bilhão em 1995, os chineses pularam para um superávit corrente de US$ 426,11 bilhões em 2008, bem acima do Japão que naquele mesmo ano gerou valor positivo de US$ 156,63 bilhões. [ leia mais ]

4 de março de 2010
A gangorra dólar versus commodities

(publicado no jornal Valor Econômico em 04/03/2010)

O dólar virou a moeda crítica. Ganha valor nos momentos de catástrofe e perde poder de compra sempre que o otimismo volta a reinar. Ontem, bastou o mercado – esse ente abstrato, porém com poder absoluto sobre expectativas e preços – manifestar confiança no plano de recuperação das finanças públicas anunciado pela Grécia para que o dólar perdesse valor face a maior parte das moedas, não apenas diante do euro.

Na direção oposta, como tem sido o costume, os minerais subiram. Cobre, zinco, níquel e chumbo registram altas de preços no mercado de Londres. O petróleo também subiu. Essa é uma tendência que tem se confirmado nos últimos anos, interrompida apenas por um breve intervalo de tempo entre fins de 2008 e primeiro trimestre de 2009, quando o mundo vivia o auge da recessão deflagrada pela crise financeira internacional. [ leia mais ]

tags: , , ,