Posts com a Tag ‘pintura abstrata’

25 de fevereiro de 2013
A evolução de Sérgio Sister

Maria Clara R. M. do Prado

A exposição de obras do artista plástico Sérgio Sister, aberta na Pinacoteca de São Paulo, representa mais um importante passo para consolidar uma firme carreira que se mantém há 30 anos em evolução. Firme porque Sérgio fez das artes plásticas a sua opção maior de vida, deixando em segundo plano outras atividades que cruzaram o seu caminho.

Formado em pintura pela FAAP em meados dos anos 60, dedicou-se em seguida às ciências sociais e às ciências políticas, tendo  se graduado e pós-graduado, respectivamente, pela USP, nos anos negros da ditadura que o levou à prisão entre 1970 e 1971. Jornalista e ilustrador, Sérgio passou os últimos oito anos concentrado nas tintas e nos pincéis, em seu atelier na Barra Funda, aprimorando sua preferência pelo abstrato e pelo monocromatismo.

Os anos tornaram a obra de Sister mais simples e mais sofisticada e é justamente aqui, neste paradoxo, que o artista impõe a sua identidade. A série “As Caixas” – algumas delas, reproduzidas abaixo – é exemplo da transformação do material simples em novos e complexos elementos, de dimensão tridimensional, onde espaço, cor, luz e sombra instigam a percepção do expectador. A exposição de Sister, com 30 obras, criadas entre 1990 e 2012, permanecerá na Pinacoteca até o dia 5 de maio. Vale conferir!